10 dezembro, 2013

Freática

Posted in Desejo às 2:03 pm por Deborah Sá

Era uma vez, uma boceta. Uma boceta grande, molhada e barulhenta. A boceta gostava de envolver dedos por entre seus cachos. Aberta por delicadezas, era boceta escancarada. A boceta fazia rir, ela ensopava a calcinha, criava gotas de sinuosidade em riscos pela perna, empapava as camisetas de improviso. Macia e inchada, maior ainda com tempo de sobra. Era uma vez, uma boceta.

%d blogueiros gostam disto: