4 outubro, 2013

Coceira

Posted in Desejo às 12:18 pm por Deborah Sá

Se eu fosse um protagonista de filme dos anos 80 não seria o que com única arma mata um exército. Estou mais para o do final com cortes, marcas, vez ou outra, até sangrando. Tentando por insistência, uma leve falta de noção, uma pitada de ingenuidade. Mudar de lugar constantemente e ficar um pouco desconfortável tem lá suas vantagens, a principal delas é se sentir em movimento. Há quem busque peças que se encaixam perfeitamente para ter a paz de espírito de deixar como está o irretocável, não ter de pensar a respeito. O tempo me mostra que o que me fascina é o não encaixe, é divertir-se desafiando a simples explicação, é fazer dar certo principalmente com as ferramentas erradas. Não importa se eu procuro sarna pra me coçar, se elas às vezes me acham, o fato é que algumas coceiras são deliciosas.

%d blogueiros gostam disto: