5 agosto, 2013

O querer

Posted in Desejo às 11:55 am por Deborah Sá

Amor é desejar afeto de alguém especifico. Podemos gostar de abraço e cafuné, mas preferimos de algumas pessoas em vez de outras (portanto, creio que animais não-humanos sejam capazes de amar, criar laços de afetividade e mesmo, lealdade).

Para além do estímulo fisiológico (ação-reação do excitável), são as histórias que elaboramos em conjunto, é o pertencimento do outro em nossa memória. Ao construímos nossa identidade é necessária uma clareza do passado (que se deu por interação), somada a uma perspectiva de futuro (que também ocorrerá por interação). Amamos aqueles que emergem em escafandros no mergulho mais profundo de nós mesmos.

Eu te desejo nas vezes que em silêncio espera. Eu, que espero tanto de tudo, gosto de ser esperada também. Eu te desejo nas vezes que fala, pois dizendo me mostra mais um pedaço dos tantos que ainda pretendo enxergar. Eu, que me dou a tudo tanto, quero fração tua. Só peço que não espere mais do que sou capaz de dar, não leve a mal, eu só quero que você me queira.  

1 Comentário

  1. Diva said,

    Adorei!


Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: