8 junho, 2010

Mão na cabeça que vai começar…

Posted in Cotidiano às 1:38 pm por Deborah Sá

Sexta-feira 04 de Junho de 2010

Eu e o Yuri íamos para uma festa na casa de uma amiga com o carro do pai dele. Subimos uma rua, perguntamos aos três jovens que passavam:

– Por favor, sabe onde fica… –*Ignoraram*
– Liga a luz, mas no mapa já passamos dessa rua aqui…
– Sai, sai, sai!

Um dos jovens de boné branco, aparentemente de 15 anos (possivelmente um pouco menos) abriu a porta do Yuri -que dirigia-, instintivamente deu ré, fez um cavalo de pau (a porta fechou), cruzou a van, subiu na calçada (!) e correu. #FastAndFuriousFellings

– Você está bem?
– Estou, vamos pra casa, vamos pra casa.
– Você viu? Eles estavam armados!
– Não… Estava de olho no mapa. Estavam armados?
– Nem viu né? Um Uno fechou a gente, desceram quatro moleques armados… Que loucura! Desculpa colocar sua vida em risco! Você está bem?
– Sim, estou. Só preocupada com você.

Por favor, em caso de assaltos (especialmente a mão armada) não reaja.

8 Comentários

  1. Vegan_ said,

    que horror! deve ter sido medonho. espero que você(s) esteja(m) bem..

    • Deborah Sá said,

      Sim, agora estamos bem. Obrigada :)

  2. Maysa Luz said,

    Que horrível! mas vcs estão bem agora? Que susto!

  3. […] 8, 2010 por Daniel Duende Lendo o post sobre o aperto que Aquela Déborah passou ontem, me lembrei que passei um aperto parecido há uns 8 […]

  4. Thiago Beleza said,

    Wow.,.. que susto hein mocinha…..

    Q bom q o iury (lembrei do gargarin)( e sei que não é assim que escreve, fiz so pra pirraçar) tem reflexos de águia e não de toupeira que nem eu….
    e que bom qeu ficou tudo na santa paz de jah…

  5. Passei um aperto parecido há uns 9 anos…

    Aliás, depois que você me lembrou disso, eu até escrevi um post sobre minha lembrança daquele dia, lá no meu Caderno do Cluracão:
    http://cadernodocluracao.wordpress.com/2010/06/08/meu-dia-de-videogame-ha-nove-anos/

    Estes momentos são assustadores, né? O que me deixa mais perplexo são as coisas que passam pela nossa cabeça nestas horas.
    (me lembro do dia em que sofri um pequeno acidente automobilístico e, enquanto esperava a ambulância, só conseguia pensar que eu queria MUITO comer um sanduíche que era servido na minha universidade. Detalhe: antes eu detestava o sanduíche.)

  6. Raiza said,

    Heita que horror!
    Que bom que vocês estão bem.

    • Deborah Sá said,

      Sim, agora estamos bem :)


Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: